Projeto Desenvolvimento da Agricultura Urbana e Periurbana na aglomeração urbana do Sul (Municípios de Rio Grande e São José do Norte) através do fortalecimento da produção, comercialização e da agroecologia - AEUP

Introdução


        O NUDESE, Núcleo de Desenvolvimento Social e Econômico é vinculado da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura, da Fundação Universidade de Rio Grande (FURG), tem como escopo o fomento da economia solidária. Assim, desde a década de 90, o NUDESE, através de diversas iniciativas e projetos busca a geração de trabalho e renda, deparando-se com o desafio de integração entre ensino, pesquisa e extensão, notadamente junto a grupos que desejam experimentar a autogestão e o cooperativismo, de âmbito local e regional.

        Dessa forma, na esteira de ações juntos aos agricultores familiares, no final do ano de 2008, em parceria com o governo federal, Ministério do Desenvolvimento Social, deu-se inicio a um projeto com conteúdo e proposta inovadores, fundado no estímulo a agroecologia, praticada, não necessariamente em zonas rurais, mas em áreas urbanas e no entorno de tais espaços, denominado: Desenvolvimento da Agricultura Urbana e Periurbana na Aglomeração Urbana do Sul (Municípios de Rio Grande e São José do Norte), Através do Fortalecimento da Produção e da Comercialização da Agroecologia (AEUP), com duração de 18 meses.

        De uma experiência inicial com a comercialização de produtos orgânicos, dentro do Campus da FURG, agora pretende-se ampliar tais pontos de comercialização, bem como a implantação de um Centro Regional de Agricultura Ecológica, espaço inexistente e fundamental para o avanço da produção orgânica e/ou ecológica.


Ações realizadas e Resultados Parciais:


        O referido projeto conta com uma equipe interdisciplinar (bolsistas dos cursos de Biologia, Geografia, História, Pedagogia, Administração e Engenharia de Alimentos), que se constituiu através de seleção pública. Além disso, conta com o grupo de coordenadores e técnicos que envolvem os seguintes conhecimentos: Direito, Agropecuária e Desenvolvimento Sustentável. Tal equipe deu inicio, no final de 2008, aos trabalhos, realizando os diagnósticos iniciais e as necessárias reuniões preparatórias com apoiadores, agricultores, pescadores e administradores públicos.

        O AEUP abraça a metodologia que consiste na educação popular. Sendo assim, fez-se necessária a formação dos acadêmicos que participam da equipe multidisciplinar, através de cursos diversos (Visões de Natureza, Cooperativismo, Agroecologia....). Também já se encontra em andamento cursos similares, adequados à pescadores e agricultores (30 vagas), bem como à administradores públicos (40 vagas), buscando a aproximação entre a universidade e a comunidade, a base da extensão universitária. Assim, o acompanhamento sistemático dos envolvidos no projeto é realizado pela equipe AEUP multidisciplinar, buscando uma interlocução com a comunidade urbana e rural.


Ações a serem realizadas:


        Estão previstas ações voltadas para o debate sobre a teoria e pratica relativa a agricultura ecológica urbana, como é o caso da realização, no II semestre desse ano, de um seminário sobre Gestão Pública e Agroecologia nas cidades, que tem como objetivo qualificar e aprofundar o debate sobre a construção e execução de políticas públicas que visem ao incremento da agricultura com base ecológica.
Outro desafio fundamental que o AEUP pretende enfrentar é a comercialização dos produtos agroecológicos. Isso passará pela preparação dos pescadores e agricultores para o mercado, pelo apoio estatal (municipal, estadual e federal) mas também pela disponibilidade de espaços físicos próprios para tal. Assim esta prevista a retomada da Feira Ecológica no Campus da FURG, agora remodelada; a participação em feiras livres urbanas e, o maior desafio, a implantação, até o final do projeto, de um Centro Regional de Comercialização em Agricultura Ecológica.

 

Outros resultados pretendidos:


A) Incentivar a transição da agricultura tradicional para a ecológica;

B) Constituição de uma rede de produção e comercialização de produtos orgânicos;

C) Alcançar uma melhor qualidade nos produtos derivados da pesca e da agricultura familiar;

D) Agregar valor na produção dos empreendimentos buscando uma melhor qualidade de vida para seus participantes;

E) Diversificar a cultura agrícola nos municípios de Rio Grande e São José do Norte;

F) Qualificação dos empreendimentos na área de comercialização;

G) Fortalecimento do associativismo e cooperativismo nos empreendimentos;

H) Criação de um centro de produção de adubo orgânico;

I) Buscar uma melhor qualidade do pescado e seus produtos derivados;

J) Capacitar os pescadores para o desenvolvimento de práticas de fabricação condizentes com o processo agro ecológico              (captura, beneficiamento, acondicionamento, conservação e transporte);

K) Buscar um aumento na renda dos agricultores e pescadores através da comercialização direta com o consumidor final.

L) Fortalecimento do sistema de comercialização de produtos ecológicos.

Projeto Desenvolvimento da Agricultura Urbana e Periurbana na aglomeração urbana do Sul (Municípios de Rio Grande e São José do Norte) através do fortalecimento da produção, comercialização e da agroecologia - AEUP

Público Alvo

 

Objetivo

 

Fotos

 

Objetivo

 

O objetivo do projeto é ampliar os conhecimentos em torno da agroecologia, viabilizando o aprimora-mento da qualidade dos produtos da agricultura familiar, compreendendo a formação de sujeitos capazes de gerenciar coletivamente todo processo da cadeia produtiva - através de cursos, oficinas, acompanhamento técnico e ampliação dos espaços de comercialização direta ao consumidor.

Público Alvo

 

O público alvo do projeto abrange 300 unidades familiares de Agricultores de Rio Grande, São Jose do Norte, Tavares e Mostarda, além de alunos da rede pública de ensino, to-talizando o envolvimento indiretamente de 500 famílias.